Dezembro Laranja: Mês de conscientização a prevenção do câncer de pele!


Dezembro é o mês de prevenção ao câncer de pele, e com o verão chegando é preciso saber que este é o mais frequente no Brasil e no mundo. De acordo com o Instituto nacional do câncer são quase 180 mil novos casos todo ano.


A exposição excessiva aos raios solares é a principal causa da doença. E estar atento as suas formas de manifestação e aos seus sintomas é fundamental para a prevenção e tratamento.


O câncer pode ser caracterizado em três tipos: CBC (Carcinoma basocelular) - se manifesta na porção mais superficial da epiderme, CEC (Carcinoma espinocelular) - que são as alterações nas camadas superiores da pele e o Melanoma - que tem origem nos melanócitos e é considerada a forma mais grave da doença.


Quanto mais cedo for diagnosticado maiores são as chances de cura, por isso é preciso estar atento aos sintomas e procurar um médico caso perceba os surgimentos de eczemas e lesões de aparência elevada e brilhante, manchas ou feridas que não cicatrizam, com coceira, crostas ou sangramento e pintas castanhas ou pretas que mudam de cor ou textura.


Algumas pessoas possuem maiores propensão ao câncer de pele, como as com peles mais claras, que naturalmente têm menos melanina (proteína que protege contra os raios ultravioleta), as com imunossupressão ou que tiveram infecção pelo HPV, pessoas com idade mais avançada, pois possuem maior tempo de exposição ao sol, e tabagistas.


No caso do câncer de pele é possível trilhar o caminho da prevenção por isso é muito importante protege-la da radiação ultravioleta inclusive no dia a dia.


Como se prevenir:


Adotar medidas como: evitar horários de maior incidência solar das 10:00 as 16:00 Hrs; utilizar chapéu de abas largas, óculos de sol com proteção UV, roupas que cubram boa parte do corpo; manter boa hidratação corporal; usar diariamente protetor solar com fator mínimo de 30 (FPS 30), com intervalo entre as aplicações de 2 a 3 horas, podem auxiliar na prevenção da doença.


É importante procurar um dermatologista sempre que perceber:


- Manchas que coçam, ardem, descamam ou sangram;

- Pintas ou sinais que mudam de tamanho, formato ou cor;

- Feridas que não cicatrizam em 4 semanas;

- Mudança na textura da pele ou sentir dor.


Lembre-se prevenção é o melhor caminho!


Gostou desse artigo? Nos siga nas redes sociais!

Instagram: @clinicabadra & @drabadracapita

13 visualizações0 comentário