MULHER, O QUE TE INCOMODA?



Atrofia vaginal, ressecamento, escurecimento, fissuras vaginais, perda de urina, flatos vaginais, flacidez dos grandes lábios, aumento dos pequenos lábios.... Tudo isso acaba incomodando muitas mulheres, desde as mais jovens até aquelas que já iniciaram o processo de menopausa.


Todos os seres humanos, durante a sua vida, passam por processos degenerativos, que são causados por diversos fatores, sendo eles intrínsecos (fatores naturais) e extrínsecos (fatores externos); e esse processo de envelhecimento leva a perda da funcionalidade de diferentes partes do corpo, inclusive da vulva e da vagina. É aí que entra a ginecologia regenerativa.

Por ser uma especialidade nova na medicina talvez você não esteja familiarizada com o termo “Ginecologia Regenerativa, Funcional e Estética”. Este é o nome dado ao conjunto de procedimentos que buscam devolver vida a área genital feminina!

O objetivo principal da ginecologia regenerativa é restaurar e rejuvenescer a anatomia do assoalho pélvico, estimular a sexualidade e harmonizar a região, recuperando não só funcionalidades, mas a autoestima e a confiança da mulher. Esses procedimentos atuam em toda área genital feminina, tanto na região vulvar, incluindo os pequenos lábios, grandes lábios, clitóris, quanto na vagina, paredes vaginais e perineal.

Não são poucas as queixas relacionadas a perda da função urogenital. Maiores ainda são os impactos dessas disfunções na vida da mulher. Hoje você ganha mais uma aliada em prol da sua saúde: a ginecologia regenerativa.

Com certeza tem algo na sua região íntima que a ginecologia regenerativa pode te ajudar.

Dra Giovanna Milhomem (Ginecologia Regenerativa, Funcional e Estética).

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo